.pesquisar
 
.Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
22
23
24
25
26
27
28
.posts recentes

. Ana Moura segue destino m...

. Voz de Ana Moura encheu o...

. Ana Moura

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Maio 2011

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. 2008

. 80's

. alicia keys

. alive

. amor

. amy winehouse

. ana moura

. anos 70

. anos 80

. anos 90

. avril lavigne

. baladas

. beyoncé

. beyonce

. bilhetes

. blogs

. britney spears

. cancelado

. cantora

. cd

. cds

. celine dion

. christina aguilera

. coldplay

. concerto

. concertos

. concurso

. convites

. da weasel

. david fonseca

. download

. drogas

. elton john

. ema

. escola

. espetáculo

. fado

. festival

. george michael

. grátis

. gwen stefani

. hip hop

. iol

. iol música

. jay-z

. jennifer lopez

. justin timberlake

. kanye west

. kylie minogue

. lil wayne

. lisboa

. livros

. love

. madonna

. michael jackson

. moby

. mtv

. mundo

. música

. musica

. mutya buena

. nelly furtado

. notícias

. oasis

. passado

. passatempo

. paul mccartney

. pedro abrunhosa

. pink

. plágio

. pop

. portugal

. prémios

. queen

. radiohead

. rap

. rihanna

. rir

. robbie williams

. rock in rio

. romance

. saldos

. sapo

. sbsr

. som

. sons

. spice girls

. sudoeste

. super bock

. take that

. telemóvel

. televisão

. u2

. verão

. videoclip

. videoclipe

. videos

. vma

. voz

. you tube

. todas as tags

Quarta-feira, 16 de Julho de 2008
Ana Moura segue destino maduro e consagrado

A «world music» do Cool Jazz Fest chegou este sábado a Mafra e o primeiro de três concertos marcados para o Jardim do Cerco ficou assinalado com a primeira voz portuguesa na edição deste ano. Ao lado do fantástico convento «ex libris» da vila Saloia e do País, Ana Moura deu mais uma extensão a este festival que vai para além do Jazz cantando «a tal» alma lusitana.

O Fado fez-se ouvir alto e bom som em cenário repousante cujo silêncio começou a ser quebrado com o cantar das lavadeiras composto por Amália que tem marcado o início dos últimos espectáculos da fadista. Ana Moura canta sem se dar (ainda) a ver, enquanto Filipe Larsen (viola baixo), José Elmiro Nunes (viola de Fado) e José Manuel Neto (guitarra portuguesa) vão subindo ao palco. O público está «preso» à espera da «ver» um dos actuais ícones dos ouvidos lusitanos.

A visão surge vestida de prata com um xaile negro aos ombros a cantar o último verso de «Lavava no rio lavava». Seguindo para «Fado menor» e «Sou do Fado, sou fadista» Ana Moura mostra por que, nas palavras da própria, se sente bem tanto com os fados tradicionais como com os mais musicais. Se esta é uma das características que lhe permitem partilhar a responsabilidade da actual «geração» na recuperação de (algum) espaço outrora detido pelo Fado, outras têm tanto de simples como de principal: ter uma voz tremenda e cantar extremamente bem desarmam o mais duro dos ouvidos.

«Os convidados e os preferidos»

É nesta fase de maturação assumida que convive ao lado da consagração reconhecida na sequência de um terceiro álbum a dominar parte do espectáculo que a fadista de Coruche se apresenta: como que em uma elevada «velocidade de cruzeiro» imposta para fruição do público; ao mesmo tempo que considera também chegado o momento de homenagear alguns dos seus «mentores» responsáveis (ou participantes) pelo presente patamar.

Ana Moura lança com a sua voz as presenças de Maria da Fé - que, com «Cantarei até que a voz me doa», questiona no lado de lá do palco até que ponto o «tal espaço» deixou exactamente de existir -, de Jorge Fernando (com quem agora também troca o microfone pela guitarra) e de Beatriz da Conceição. O público é guiado pelos degraus da pirâmide para, quando chegar ao topo, desfrutar em pleno dos preferidos do momento.

A alegria de «O fado da procura» traz de novo Ana Moura para a exclusividade das atenções e vai desinibindo a audiência para estar «no ponto» quando é tempo de convidá-la a render-se em coro à beleza de «Os búzios». Este é um destino que segue sem se mexer e cuja sorte o «The Stones Project» (mesmo já com uma versão bilingue de «No expectations») ainda não muda muito.

in:iol Música

publicado por SuzyDias às 10:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008
Voz de Ana Moura encheu o Coliseu

Ana Moura teve uma estreia brilhante no Coliseu dos Recreios. A mítica sala de espectáculos encheu-se de público para ouvir cantar o fado.

As luzes apagaram-se e os olhos do público fixaram o palco vedado por uma fina cortina cinza que apenas deixava vislumbrar silhuetas. Ana Moura começou a dar uso à sua voz afinada ainda antes das guitarras começarem a «gemer».

A cortina subiu e lá estava a fadista de vestido preto e de xaile, emoldurada por um palco «vestido» de vermelho e preto, cheio com a sua voz. Ao fim do primeiro fado a cantora «prendeu» o público.

Antes de cantar «Sou do fado sou fadista» a cantora falou aos presentes. «Quero agradecer a presença de todos. Esta é para mim uma noite muito especial. Adoro cantar no meu país, no Coliseu então», afirmou visivelmente emocionada.

A noite corria bem e o público estava envolto na atmosfera de fado que se vivia. Para reconhecer «Porque teimas nessa dor» bastaram apenas os primeiros acordes. Os aplausos surgiram logo no início da canção e a fadista fez por merece-los. Teatral e expressiva, Ana Moura dançava sozinha enquanto cantava.

in:iol Música

tags: ,
publicado por SuzyDias às 11:23
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Junho de 2008
Ana Moura

Ana Moura vai actuar esta quarta-feira no Concertgebouw, em Amesterdão, durante o «Festival Roots» da cidade. A célebre sala não é novidade para a fadista portuguesa, que este ano já efectuou uma digressão por 20 palcos holandeses.

«O regressar é sempre positivo, é um sinal que nos querem», declarou à Lusa, acrescentando que se sente «sempre com mais confiança» quando já conhece os cantos à casa. Depois da Holanda segue-se a Bélgica, onde Ana Moura vai actuar no Cinema Parc, em Liége, no próximo domingo.

As duas actuações vão servir principalmente para apresentar o seu novo álbum «Para além da saudade», que já é disco de platina em Portugal. José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Jorge Fernando, na viola, e José Elmiro, na viola-baixo, vão acompanhar a fadista.

Depois de ter sido distinguida com o Prémio Amália Rodrigues para a Melhor Fadista já este ano, Ana Moura prepara desta forma a sua estreia nos coliseus do Porto e de Lisboa, que acontecerá nos dias 24 e 26 de Junho, respectivamente.

publicado por SuzyDias às 10:56
link do post | comentar | favorito